Arquivos da categoria: Sem categoria

Conheça os tipos de anestesia

anestesia geral

A anestesia é um estado no qual a pessoa deixa de ter sensações, inclusive a de dor. É utilizada em diversos procedimentos cirúrgicos para que o paciente não sinta dores e consiga passar pela cirurgia tranquilamente. Existem diversos tipos de anestesia, cada um atendendo às necessidades desejadas pelo médico para alcançar determinados objetivos.

São tipos de anestesia:

ANESTESIA GERAL: Como o próprio nome diz, é uma anestesia que abrange o corpo todo da pessoa. Um coquetel de medicamentos é dado ao paciente (na veia, por inalação ou ambas), que fica inconsciente, sem conseguir movimentar-se ou sentir dor durante o procedimento cirúrgico. É indicada para procedimentos de médio e grande porte e também para pacientes agitados e crianças.

ANESTESIA REGIONAL: A anestesia é dada somente em algumas áreas do corpo. Nesse tipo de anestesia, incluem-se a raquidiana e a peridural. Elas bloqueiam o impulso de dor na medula, e o paciente passa a ter ausência de sensações abaixo do umbigo. A raquidiana é aplicada nas costas e seu efeito permite que o paciente fique com os membros inferiores e parte do abdômen completamente imóveis. Já a peridural é aplicada nas costas, perto dos nervos que transmitem sensibilidade dolorosa, bloqueando apenas algumas raízes nervosas. A diferença entre as duas se dá na quantidade de anestésicos, local de administração e modelo de agulha utilizada.

ANESTESIA LOCAL: É utilizada em procedimentos superficiais de pequeno ou médio porte, sendo administrada em determinada região do corpo, sem que aconteça o bloqueio de um nervo específico, limitando o efeito à área em que foi injetada a anestesia.

Otoplastia – a cirurgia de correção das orelhas em abano

otoplast

Existem 3 tipos de deformidades considerados orelhas de abano:
- Concha da orelha (parte interna) muito grande;
- Dobra superior da orelha ausente;
- Ângulo muito aberto entre cabeça e orelha (a mais comum).

Para todos esses tipos de deformidade na orelha, a otoplastia, cirurgia plástica corretiva da orelha em abano, é o procedimento indicado. O processo de recuperação da cirurgia é tranquilo e o resultado, geralmente, bastante satisfatório, podendo ser visto em poucas semanas depois do procedimento. A cicatriz fica localizada atrás da orelha e o processo de cicatrização se encerra em cerca de seis meses.

A anestesia, via de regra, é local com uso de sedação, mas pode variar de acordo com a avaliação do cirurgião plástico, que pode optar por uma anestesia peridural ou geral. O paciente que faz uma otoplastia costuma ficar no hospital por, no máximo, um dia.
As recomendações de pré e pós-operatório são as mesmas para outras cirurgias, no entanto, o paciente deve seguir sempre outras orientações específicas dadas pelo especialista, lembrando que o retorno ao médico é importante para a boa manutenção da otoplastia.